Coleção L&PM Pocket


Texto de acordo com a nova ortografia

Raul D'Ávila Pompeia (1863- 1895) escreveu O Ateneu em 1888, publicado como folhetim no jornal A Gazeta de Notícias, do Rio de Janeiro, onde era crítico de arte.
Abolicionista fervoroso, engajou-se nas causas mais progressistas de seu tempo. Grande orador, republicano convicto, formado em letras e direito, chegou a diretor da Biblioteca Nacional, de onde foi demitido por motivos políticos. O Ateneu, sua obra mais famosa, é considerado um dos romances mais inteligentes da literatura brasileira, graças a sua versatilidade artística, ecletismo e um tocante sentido de realidade. Raul Pompeia suicidou-se no Rio de Janeiro aos 32 anos.

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    O ATENEU

  • Catálogo:
    Coleção L&PM Pocket
  • Gênero:
    Romance
    Literatura clássica brasileira
  • Referência:
    106
  • Cód.Barras:
    9788525408358
  • ISBN:
    978.85.254.0835-8
  • Páginas:
    208
  • Edição:
    maio de 1998

Vida & Obra

Raul Pompeia

Jornalista, contista, cronista, novelista e romancista, nasceu em Jacuecanga, Angra dos Reis, RJ, em 12 de abril de 1863, e faleceu no Rio de Janeiro, RJ, em 25 de dezembro de 1895. É o patrono da Cadeira nº 33, por escolha do fundador Domício da Gama.

Era filho de Antônio de Ávila Pompeia, homem de recursos e advogado, e de Rosa Teixeira Pompéia. Transferiu-se cedo...

Ler mais

Opinião do Leitor

kauany bastos
pernambuco-PE

Eu comecei a ler esse livro e estou gostando mais estou ansiosa para chegar no fim.

11/04/2014

Você também pode gostar


Texto de acordo com a nova ortografia

Raul D'Ávila Pompeia (1863- 1895) escreveu O Ateneu em 1888, publicado como folhetim no jornal A Gazeta de Notícias, do Rio de Janeiro, onde era crítico de arte.
Abolicionista fervoroso, engajou-se nas causas mais progressistas de seu tempo. Grande orador, republicano convicto, formado em letras e direito, chegou a diretor da Biblioteca Nacional, de onde foi demitido por motivos políticos. O Ateneu, sua obra mais famosa, é considerado um dos romances mais inteligentes da literatura brasileira, graças a sua versatilidade artística, ecletismo e um tocante sentido de realidade. Raul Pompeia suicidou-se no Rio de Janeiro aos 32 anos.

" />