Outros Formatos


REVOLUÇÃO FRANCESA – V. 1 – O POVO E O REI

RÉVOLUTION FRANÇAISE: LE PEUPLE ET LE ROI (1774-1793)

Max Gallo

Tradução de Julia da Rosa Simões

  UM EVENTO GLORIOSO, DRAMÁTICO E SANGRENTO

Grande best-seller
250 mil exemplares vendidos na França



Revolução Francesa: O povo e o rei é o primeiro volume da grande obra de Max Gallo que, para além da história oficial e dos livros escolares, nos mostra uma versão surpreendente do maior acontecimento da Idade Moderna, definidor do mundo atual. Preciso do ponto de vista histórico, ágil como uma reportagem e emocionante como um romance.

"Ele era o rei da França, o 16o com o nome de Luís, herdeiro de uma linhagem que há mais de dez séculos edificara e governara o reino da flor-de-lis e que, pela graça de Deus, tornara-o um dos mais poderosos do mundo.
Seus reis eram de direito divino; a França era a filha mais velha da Igreja, e um Luís, o IX, morto em uma cruzada, se tornara São Luís.
No entanto, naquela manhã de segunda-feira, 21 de janeiro de 1793, exatos quatro meses depois da proclamação da República, em 21 de setembro de 1792, enquanto um nevoeiro gelado paralisa Paris e abafa o rufar dos tambores que batem sem interrupção, Luís XVI é apenas Luís Capeto, ex-rei da França, ex-rei dos franceses.
Seu corpo será cortado em dois, e assim será separado o corpo do rei do da nação."

(Trecho de Revolução Francesa: O povo e o rei)

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    REVOLUÇÃO FRANCESA – V. 1 – O POVO E O REI

  • Título Original:
    RÉVOLUTION FRANÇAISE: LE PEUPLE ET LE ROI (1774-1793)
  • Catálogo:
    Outros Formatos
  • Gênero:
    História
  • Cód.Barras:
    9788525419569
  • ISBN:
    978.85.254.1956-9
  • Páginas:
    348
  • Medidas:
    16 X 23 cm
  • Edição:
    outubro de 2009

Vida & Obra

Max Gallo

Max Gallo nasceu em 1932, em Nice, na França. Formou-se em história e durante anos lecionou em liceus e na Universidade de Vincennes além de no Instituto de Estudos Políticos de Paris. Atuou na política de 1980 a 1994, tendo sido eleito deputado do departamento dos Alpes Marítimos e do parlamento europeu, além de secretário de Estado e porta-voz do governo francês. Foi editorialista da revista semanal L’Express e diretor de redação do jornal Le Matin de Paris. Publ...

Ler mais

Opinião do Leitor

pedro victor
Braslía/Df

Este livro é muito importante, pois mostra um acontecimento histórico, um movimento político que a sua ideologia até hoje vigora. A exemplo do código dos direitos humanos, a cidadania, a sociedade democrática na qual estamos vivendo. Então um livro dessa valorização deveria ter um preço mais popular para a sociedade livremente poder se instruir culturalmente.

12/05/2014 19:12:21

Você também pode gostar


Revolução Francesa: O povo e o rei é o primeiro volume da grande obra de Max Gallo que, para além da história oficial e dos livros escolares, nos mostra uma versão surpreendente do maior acontecimento da Idade Moderna, definidor do mundo atual. Preciso do ponto de vista histórico, ágil como uma reportagem e emocionante como um romance.

"Ele era o rei da França, o 16o com o nome de Luís, herdeiro de uma linhagem que há mais de dez séculos edificara e governara o reino da flor-de-lis e que, pela graça de Deus, tornara-o um dos mais poderosos do mundo.
Seus reis eram de direito divino; a França era a filha mais velha da Igreja, e um Luís, o IX, morto em uma cruzada, se tornara São Luís.
No entanto, naquela manhã de segunda-feira, 21 de janeiro de 1793, exatos quatro meses depois da proclamação da República, em 21 de setembro de 1792, enquanto um nevoeiro gelado paralisa Paris e abafa o rufar dos tambores que batem sem interrupção, Luís XVI é apenas Luís Capeto, ex-rei da França, ex-rei dos franceses.
Seu corpo será cortado em dois, e assim será separado o corpo do rei do da nação."

(Trecho de Revolução Francesa: O povo e o rei)

" />